My Cart
  1. DESPERTE A ARTE QUE HÁ EM VOCÊ

    Nesta seção escolhemos as melhores publicações para voce adquirir e também fazer arte!

        

         

    Leia Mais »
  2. NECO: História de vida em quadros de MDF

    NECO DE OLINDA

    Olá amigos, bem-vindos mais uma vez!

    Hoje vamos à histórica cidade de Olinda – PE para conhecer o fenomenal trabalho do artesão NECO de Olinda – PE. Mas antes falaremos um pouco sobre a história do artesão, que superou muitas adversidades para fazer sucesso com a sua arte.

    Neco vem de família humilde e tinha que trabalhar desde cedo para ajudar no sustento da família, Entalhava madeiras que encontrava pela rua, sendo chamado de entalhador, porém, era duramente repreendido pelas pessoas que dizia ser coisa de “vagabundo”.

    Gostava muito do que fazia, recebendo a sua primeira encomenda aos 16 anos, em que uma loja de Olinda – PE precisava enviar uma grande encomenda para a França.

    Logo na primeira encomenda, NECO teve que produzir 500 (quinhentos) quadros! E foi esta encomenda que o encorajou a seguir em frente com a arte, apesar de não ser seu principal ofício.

    uando ia completar seus 18 anos de idade, teve que se alistar no exército e foi convocado para trabalhar no quartel, aí que tudo mudou e uma nova história surgiu.

     

    Nas horas vagas do quartel, começou a entalhar seus quadros em folhas de MDF, como sempre fazia, até que seu superior viu por acaso seu trabalho. Como gostou muito, pediu para fazer alguns quadros de madeira para ele e fez uma encomenda.

     No entanto, foi alertado que jamais deveria comercializar as peças ou qualquer tipo de material dentro do quartel. Curioso com o interesse de seu comandante, NECO resolveu fazer mais alguns quadros e mostrar aos colegas de quartel.

     Não acreditava que naquele espaço militar e duro, tivesse espaço para a arte. Porém, a aceitação foi grande e, mesmo contra a ordem do superior (poderia ser duramente punido por isso), NECO passou a aceitar encomendas e produzir para os soldados do quartel.


     

    Quando foi dada baixa, NECO voltaria para a sociedade com o status de desempregado, tendo que procurar novos empregos, mas escolheu vestir o manto do status de artista, sentiu que tinha um tesouro em mãos e partiu para o mundo para apresentar sua arte... e deu certo!

    Os quadros coloridos esculpidos em MDF de “NECO DE OLINDA” fizeram sucesso em várias regiões do país e do mundo, sendo mais do que suficiente para sustentar a si e a família que viria a se constituir quando casou.

    Vamos parando por aqui, mas sem antes lembrá-lo da GARANTIA MUNNEART, em que garantimos a entrega das peças intactas, caso contrário enviamos uma peça nova sem custos.

    A nossa garantia é o nosso compromisso. Vale lembrar também que estamos presentes nos principais sites do país (Submarino.com.br, Americanas.com.br, Pontofrio.com.br, MagazineLuiza.com.br, Shoptime.com.br, dentre outros).

    Adquira produtos com a MUNNEART e se torne um embaixador do artesanato brasileiro! Contamos com você para fortalecer nossa arte, nossa cultura e nossa identidade.

    Um grande abraço.

    Leia Mais »
  3. Tracunhaém 3: Esculturas de barro: Por dentro do ateliê

    Olá, amigos!

    Antes de nos despedir das esculturas de barro da cidade de Tracunhém, mostraremos as famílias de barro do mestre Fernando de Zezinho e os vídeos que fizemos com ele em seu ateliê, quando nos mostrou como são feitas as pinhas decorativas e os presépios de barro.

    Caso não tenha visto o post anterior, aconselho que o aproveite: https://munneart.com.br/blog/tracunhaem2/

    A família como instituição existente há milhares de anos, mostrou sua importância para a formação na estrutura basilar e do caráter das pessoas. Mestre Zezinho, munido deste sentimento, criou a obra “a família”, retratando o que há de mais importante nas famílias: união e o amor.


    Esta obra é, sem dúvida, uma demonstração de amor e carinho para presentear e ter orgulho em possuir, trazendo lembranças boas e memoráveis de momentos vividos em família.

    A família do mestre Zezinho possui no artesanato de barro o elo da família, tendo ensinado seus filhos a trabalharem no barro para produzirem maravilhas. Apesar dos ensinamentos, apenas o filho Fernando (Estrela do nosso post anterior) vive exclusivamente da arte do trabalho com artesanato.

    No final das contas, a obra “a família” é uma escultura de barro (cerâmica) que retrata o que todas as famílias são: fonte de segurança, confiança, bons momentos e amor, todos lembrados e resumidos nesta magnífica obra.

    Relembrando as pinhas decorativas do mestre Fernando de Zezinho, apresentamos o vídeo que o artesão conversou com a MUNNEART e falou um pouco do seu trabalho, além de mostrar como as peças são minuciosamente feitas a mão:


    Amigos, isto não é trabalho para qualquer um ou para uma máquina fazer. Este tipo de trabalho é o artesanato em seu estado mais puro e digno de grife.



    Vamos parando por aqui, mas sem antes lembrá-lo da GARANTIA MUNNEART, em que garantimos a entrega das peças intactas, caso contrário enviamos uma peça nova sem custos.

    A nossa garantia é o nosso compromisso. Vale lembrar também que estamos presentes nos principais sites do país (Submarino.com.br, Americanas.com.br, Pontofrio.com.br, MagazineLuiza.com.br, Shoptime.com.br, dentre outros).

    Adquira produtos com a MUNNEART e se torne um embaixador do artesanato brasileiro! Contamos com você para fortalecer nossa arte, nossa cultura e nossa identidade.

    Um grande abraço.

    Leia Mais »
  4. Tracunhaém 2: Entre presépios e pinhas decorativas

    Olá Amigos!

    Hoje, em continuidade às esculturas de barro (cerâmica) da cidade de Tracunhaém – PE, falaremos sobre as peças do artesão Fernando de Zezinho e alguns aspectos interessantes a respeito de seu trabalho.

    As habilidades de artesão e a capacidade de transformar argila em esculturas de barro, em arte, foi aprendida com seu pai, em mais um belo exemplo da paixão pelo artesanato passada de uma geração para outra.

    Devido aos anos de trabalho e da qualidade e beleza das peças, Fernando de Zezinho possui seu próprio espaço para produção e cozimento das peças. Seu trabalho é famoso, principalmente, pela criação de pinhas decorativas e presépios.

    As pinhas decorativas têm sua origem na França, mas foram trazidas ao Brasil pelos portugueses. Antes de se tornar um belo item de decoração, eram utilizadas nas entradas das casas para demonstrar a nobreza da família ou por questões supersticiosas, pois também que as pinhas trazem proteção espiritual.

    As peças de Fernando de Zezinho possuem como matéria prima o barro (cerâmica) e todas são feitas manualmente, ao contrário das europeias que são feitas em porcelana e, atualmente, possuem caráter industrial. O cuidado e o carinho na elaboração das peças são os grandes ingredientes para a perfeição do trabalho:

    As pinhas decorativas artesanais são, sem sombra de dúvida, perfeitas para decorar os ambientes, residenciais e empresariais, com o toque brasileiro aliado à beleza e ao requinte.

    Diz-se que os presépios surgiram no século XIII através de São Francisco de Assis que viu a necessidade de demonstrar o nascimento de Jesus para fortalecer a fé e a religião das pessoas. O presépio simbolizaria a harmonia da natureza (representada pelos animais), dos homens (figuras humanas) e o divino (presentado pelo menino Jesus).

    Hoje, a montagem do presépio é item indispensável em qualquer residência cristão em épocas de Natal e os criados pelo Fernando de Zezinho são certeza de manutenção da tradição de fé com estilo e bom gosto:

     

    Pois é amigos, vamos ficando por aqui. Mas, não antes de dizer que, você pode receber em qualquer lugar do Brasil as pinhas decorativas e os presépios através da nossa loja! www.munneart.com.br.

    Ouvimos nossos clientes e pessoas apaixonadas pelo artesanato de verdade e descobrimos o receio de adquirir esculturas de barro pela internet em virtude de más experiências vividas pelo recebimento de peças quebradas.

    Ciente desta problemática, criamos a GARANTIA MUNNEART, em que garantimos a entrega da peça intacta, caso contrário enviamos uma peça nova sem custos. A nossa garantia é o nosso compromisso.

    Vale lembrar também que estamos presentes nos principais sites do país (Submarino.com.br, Americanas.com.br, Pontofrio.com.br, MagazineLuiza.com.br, Shoptime.com.br, dentre outros).

    Adquira produtos com a MUNNEART e se torne um embaixador do artesanato brasileiro! Contamos com você para fortalecer nossa arte, nossa cultura e nossa identidade.

    Um grande abraço.

    Leia Mais »
  5. Tracunhaém: Artesanato de Barro no sangue e na alma

    Olá Amigos amantes das artes manuais,

    No dia de hoje traremos para vocês informações a respeito da cidade de Tracunhaém – PE. Esta cidade, situada a 72 quilômetros da capital pernambucana, Recife, possui um artesanato de barro riquíssimo, sendo referência para região e para o país mundo a fora.

    Apesar da grande produção e de vários artesãos talentosos, a cidade não possui a fama que merece e é disto que vamos tratar hoje, demonstrando ainda várias peças produzidas na cidade e a história de alguns artesãos e, claro, você encontrará algumas destas magníficas peças em nosso site, ao seu alcance!

    Os artesãos de Tracunhaém-PE têm no barro a matéria-prima principal para a trabalhar e criar com as próprias mãos cerâmicas utilitárias e para decorações cheias de requinte e bom gosto.

    São anjos, santos, animais, floristas, namoradeiras, pratos decorativos, jarros decorativos, bonecas de artesanato, pinhas decorativas, presépios, esculturas, figuras cotidianas, ou seja, uma infindável variedade de arte onde o limite é a imaginação humana.

    Conta-se que o Papa João Paulo II, quando esteve no Recife no ano de 1980, levou consigo para a Itália uma imagem de Nossa Senhora do Carmo produzida em Tracunhaém – PE, tamanha beleza das obras feitas na cidade.

    Alguns artesãos expõem sua arte em vários lugares, enriquecendo a cultura popular brasileira e a identidade da nossa civilização, é o caso de Cristina e Titino de Tracunhaém:

    Das mãos talentosas deste casal, são criadas “namoradeiras”, “floristas” (bonecas de barro), “joão e maria”, belos pratos decorativos, dentre outros, conforme se vê abaixo:

     

     

    Vale salientar a ajuda do Poder Público para a manutenção da produção artística artesanal na cidade. Com ajuda da Prefeitura e do Governo do Estado, foi criado o centro de artesanato da cidade, onde artesãos que não possuem ateliê podem ter um espaço para trabalhar e um forno comunitário para cozer as peças e transformar a peça de barro mole em uma linda e resistente cerâmica.

    Amigos, para quem não se lembra, também teve origem na cidade de Tracunhaém o “Leão de Nuca”, nosso post anterior aqui do blog. Contamos a história do artesão e como a arte foi passada do pai para os filhos, contribuindo para a eternização da arte, cultura e história do Brasil:

    É isso aí, amigos.

    Hoje demonstramos algumas peças de barro feitas na cidade de Tracunhaém – PE. Aproveite nossa promoção do Dia da Independência, podendo receber estas belíssimas peças em sua casa ou qualquer lugar do Brasil com frete pago pela MUNNEART.

    Não perca o próximo post, apresentaremos o capítulo 2 da cidade de Tracunhaém – PE, falando sobre as pinhas decorativas (de origem portuguesa), a família de barro e os presépios de barro do artista Zezinho Filho, em mais uma história de herança de talento e paixão passada de pai para filho.

    Amigos, vamos ficando por aqui. Mas aproveito a oportunidade para lhes apresentar mais abaixo as peças de artesanato de barro da cidade de Tracunhaém comercializadas aqui no site e que você receberá em casa! Boas aquisições!

    Grande abraço.

    Leia Mais »
  6. Máscaras de Papangu do Carnaval de Pernambuco

    Conta-se que na época da escravidão, os senhores de engenho promoviam bailes de máscaras regados a muita comida e muita bebida para os mais abastados da região da cidade de Bezerros - PE.

    Os escravos, excluídos de qualquer festejo, improvisavam máscaras e fantasias de modo a não serem reconhecidos e participarem, anonimamente, da festa e poder aproveitar as comidas e bebidas oferecidas.

    As máscaras dantes utilizadas nestas festas se tornaram ícones da cultura da Cidade e muito utilizadas na festa do CARNAVAL DOS PAPANGUS de Bezerros - PE.

    Leia Mais »
  7. Leão de Nuca: O barro no coração do ARTESANATO NORDESTINO

    A cidade de Tracunhaém - PE (60km de distância da Capital do Estado de Pernambuco , Recife) é conhecida regionalmente como a cidade do artesanato de barro (cerâmica). Dentre tantos artesãos talentosos (alguns deles serão retratados também aqui no nosso site) estava um sujeito simples de nome Miguel Borges da Silva, mais conhecido pelo seu apelido: NUCA.

    FOTO: Seu NUCA acima segurando a sua obra mais famosa, o Leão de cabelos cacheados. Do lado esquerdo e de blusa branca é Guilherme, conhecido como Gulherme de Nuca, filho do artesão e o responsável pela continuidade de seu legado.

    Nuca trabalhou no artesanato de barro desde criança e era especializado em esculpir mulheres e bonecas de barro com cabelos cacheados, porém, a sua arte, apesar de excelente, não era tão bem aceita pelo público e a família passava por dificuldades.Um belo dia, a sua esposa lhe deu a idéia de produzir também peças que representavam animais. Curioso com a sugestão, NUCA pôs-se a tentar retratar animais de diversos tipos, até esculpir um Leãozinho. O leão de NUCA possuía uma bela juba de pelos lisos e se apresentava na posição sentada, com certeza uma bela obra.
    O leão de NUCA passou a ganhar notoriedade regional, mas ficou famoso mesmo após pôr em prática mais uma sugestão de sua esposa: esculpir a juba do leão com os cabelos cacheados, igual ao que era feito nas mulheres e bonecas de barro. E assim foi feito:
    O orgulho do artesão é poder ensinar seu ofício aos filhos e se eternizar através da memória de seu trabalho. Seu NUCA não está mais conosco, mas deixou seu legado com seu filhos Guilherme e Marcos, que produzem os mesmos leões em um aprendizado passado de pai para filho que pôde manter viva esse ícone da história do artesanato nordestino e brasileiro. A concepção do Leão é toda feita a mão, desde as patas até a juba, sendo cada cacho produzido um a um:


    Guilherme de NUCA, nos contou um pouco sobre o trabalho, enquanto apresenta como a produção das peças são feitas manualmente, a cada detalhe:..
    A notoriedade do Leão de NUCA ganhou o mundo, sendo exposto em várias feiras e exposições na Europa. O curioso é que a obra que é o símbolo, a marca do artesanato de Pernambuco, ganhou uma réplica gigante. Isto mesmo, a obra feita em resina e localizada no Porto do Recife - PE (Capital do Estado de Pernambuco) possui 07 metros de altura de imponência e virou um dos cartões postais da cidade, como podemos visualizar logo abaixo:

    Esta magnífica obra está a venda em nossa loja de artesanato online e você irá recebê-la em sua casa! Isso mesmo, não precisa viajar a Pernambuco para se encantar com a riqueza do artesanato local e poder decorar a sua casa e a sua vida com peças ricas em conteúdo e contexto histórico-cultural, beleza e exclusividade. Garanta já a sua unidade! 
    Como as peças são minuciosamente feitas a mão, o que impede a sua produção em larga escala, temos poucas para pronta entrega e todas no tamanho de 26cm de altura, mas aceitamos encomendas para tamanhos maiores. Consulte-nos.
    Leia Mais »
  8. Jean Michel Rocha - Luminárias em PVC

    jean-michel-x

    Conta o artesão, Jean Michel Rocha, que foi visitar uma pequena feira de artesanato localizada na cidade de Recife – PE, quando viu um senhor vendendo uma intrigante arte feita em PVC. Foi aí que a CURIOSIDADE, a PAIXÃO e, principalmente, a FORÇA DE VONTADE mudaram sua vida.

    Segundo o artesão, ele não possui um dom divino, mas uma grande paixão por arte e por aprender. AUTODIDATA, estudou, praticou incansavelmente, desenvolveu e se aperfeiçoou na elaboração de LUMINÁRIAS e PENDENTES em PVC, proporcionando características próprias às suas obras.

    Leia Mais »
  9. ARNALDO LOPES - Pintura e Serigrafia na Ilha


    Arnaldo Lopes, ao contrário da maioria dos pintores faz tudo diretamente na madeira! Para iniciar o trabalho, Arnaldo Lopes prepara a madeira e a coloca em medidas aptas a receber um bom desenho. O preparo da madeira consiste em lixar, envernizar, revestir a madeira e pintá-la toda de branco.


    Vamos ao resumo geral em modo "Munne fazendo art" para o quadros pintados pelo artesão:

    Leia Mais »
  10. J BORGES - A arte, cultura e a história que conquistou o mundo

    munneart-artesanato-de-verdade-j-borges-xilogravura-02

    J. Borges é referência no mundo inteiro quando se fala em Xilogravura, tendo feito exposições em vários lugares do Brasil e do mundo (principalmente na Europa). Inicialmente, as Xilogravuras serviam para ilustrar os cordéis que ele escrevia (e escreve até hoje), mas fizeram tanto sucesso que se tornou uma arte completamente autônoma.

    J. Borges nasceu em dezembro de 1935 na cidade de Bezerros – PE. Filho de agricultores na mesma cidade, ajudou os pais na lavoura durante a infância e não teve oportunidade de estudar em sua infância, naquela época o acesso à escola era muito mais difícil do que hoje.

    J. Borges é referência no mundo inteiro quando se fala em Xilogravura, tendo feito exposições em vários lugares do Brasil e do mundo (principalmente na Europa). Inicialmente, as Xilogravuras serviam para ilustrar os cordéis que ele escrevia (e escreve até hoje), mas fizeram tanto sucesso que se tornou uma arte completamente autônoma.

    Leia Mais »